Arquivo do autor:douglasyung

Pantera Negra

Para alguns a melhor coisa a sair de Capitão América – Guerra Civil (2016), o Pantera Negra ganha seu próprio filme com muito a provar. Uma prova de fogo para um personagem importante que poucos conhecem e para um diretor talentoso, mas ainda em seu começo.

Continuar lendo

Anúncios

Liga da Justiça

É normal diretores de sucesso serem reconhecidos por alguns de seus truques, tiques ou manias. Depois de um tempo, qualquer aficionado por cinema será capaz de reconhecer alguns. Liga da Justiça é um cabo de guerra entre 2 diretores que não poderiam ser mais diferentes. Acompanhem o raciocínio.

Continuar lendo

Além da Morte

Você provavelmente tem sua opinião sobre o valor de remakes no cinema e em outras mídias. Eis aqui um que todos concordarão não ter valor algum. Tentando recriar “Linha Mortal” (Joel Schumacher, 1990), o diretor Niels Arden Oplev optou por focar num caminho tão diferente que se descaracterizou totalmente. Talvez por isso os distribuidores brasileiros tenham optado por um nome diferente.

Continuar lendo

Kingsman: O Círculo Dourado

Quando saiu o primeiro Kingsman em 2015, nasceu o filme de quadrinhos mais infiel ao material original de todos os tempos (e ainda bem, pois “The Secret Service” é bem ruim, com todo o respeito a Dave Gibbons). O segundo filme da série expande esta diferença ainda mais.

Continuar lendo

O Assassino: Primeiro Alvo

A espionagem sempre rendeu frutos no cinema, e de uns 15 anos pra cá vive um período de reinvenção com um enfoque mais real, causado por filmes como A Identidade Bourne e a fase Daniel Craig do 007. A inspiração vinda de tópicos reais como o terrorismo, a situação sempre caótica do oriente médio e ambições nucleares de certos países é sempre presente, e isso não é diferente com O Assassino: Primeiro Alvo (American Assassin).

Continuar lendo

Os Guardiões

Um estúdio russo decide entrar na competição do mercado de filmes de super-heróis. Os resultados? Hm… Vai vendo.

“Os Guardiões” (ou Zashchitniki na língua original) nos conta sobre uma União Soviética que desenvolveu o primeiro super-humano. Durante a Guerra Fria, o governo desenvolveu a divisão “Patriota” chefiada pelo cientista Viktor Dobronravov (Aleksandr Komissarov), que transformou várias pessoas dos territórios soviéticos em superseres para defender o país. Desgostoso com o sucesso do colega, August Kuratov (Stanislav Shirin) faz pesquisas clandestinas que geram vários super-humanos renegados.

Continuar lendo

Valerian e a Cidade dos Mil Planetas

Como é adaptar um material que tanto influenciou um gênero depois que todos os seus influenciados vieram e venceram? Há como honrar o material e fazer jus? Claro, se você tiver atores preparados. Luc Besson falhou exatamente aí. Vamos rever.

Continuar lendo