Animais Fantásticos e Onde Habitam

Cinco anos após o lançamento de Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte 2, voltamos a ver um novo protagonista das histórias de J.K.Rowling no cinema. Desta vez, o ano é 1926 e estamos em Nova Iorque. Vemos uma sociedade preconceituosa e um Congresso Mágico dos Estados Unidos da América (MACUSA) com leis rigorosas sobre a exposição bruxa no mundo no-maj (denominação americana para trouxas).

Newt Scamander (Eddie Redmayne) é um magizoologista, que viaja o mundo em busca de criaturas mágicas. Ele chega em Nova Iorque procurando por uma criatura rara, e num momento atrapalhado acaba tendo sua maleta mágica trocada pela maleta de Jacob (Dan Fogler), um no-maj, que aliás é o alívio cômico do filme. Eddie traz ao personagem uma leveza e é bonito ver o brilho no olhar de quando está cuidando de suas criaturas.

Enquanto em Harry Potter tínhamos um trio, em Animais fantásticos temos um quarteto. Tina (Katherine Waterston) e sua irmã Queenie Goldstein (Alison Sudol) se juntam a Newt e Jacob.

A trama gira em torno de Newt e Jacob resgatando as criaturas que fugiram da mala, mas também temos um segundo enredo que mostra Percival Graves (Colin Farrell), Credence (Erza Miller), e um congresso preocupado com o bruxo das trevas, Gellert Grindelwald (Johnny Depp), que está em busca de mais e mais poder. Esses dois enredos se juntam muito bem e acabam completando um ao outro, trazendo ao filme uma vibração do início ao fim.

A obra cinematográfica tem direção de David Yates, o mesmo diretor dos últimos 4 filmes de Harry Potter e o tem o roteiro escrito por J.K. Rowling. E, ao contrário dos outros longas que eram baseados em livros, Animais fantásticos é quase que uma história inédita.Temos apenas alguns acontecimentos que foram citados superficialmente em Harry Potter. Apesar de terem lançado um livro com o mesmo nome do filme, a obra literária é apenas as anotações e estudos de Newt sobre os animais que ele encontrou em seu caminho. É possível ver em todo longa a mão de J.K. Rowling, seja nos assuntos mais sérios ou nas partes cômicas.

Não posso deixar de elogiar os cenários do filme, pois somos conduzidos de Nova Iorque – com suas cores um pouco sépia que dão ainda mais charme a cidade – à mala de Newt – que é onde ele guarda e cuida das criaturas que foram resgatadas durante suas viagens – com uma transposição de cada habitat reproduzido singularmente, ocorrendo assim uma chuva de cores e até partes mais sombrias.

Animais fantásticos e onde habitam é um filme incrível que agrada a quem já conhece as outras histórias do mundo mágico, como pode agradar a quem está apenas começando a conhecer as histórias de J.K. Rowling, assim como trazer nostalgia aos antigos fãs, mas é um filme totalmente independente e não deixa “buracos” na história para quem não acompanhou Harry Potter. Lembrando que tentei escrever com menos spoilers possível. No filme acontecem muitas outras coisas incríveis que se eu contar perderia toda surpresa.

One thought on “Animais Fantásticos e Onde Habitam

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s