Creed: Nascido Para Lutar


Por Alice Lapertosa

Um órfão problemático que se mete em brigas é resgatado por uma boa alma rica que tem alguma relação conflitante com seu passado. O garoto cresce e quer se tornar bom em algo. Ele então convence o campeão anterior – que não mais exerce a atividade – a ajudá-lo. Nesse meio tempo, arranja também uma namorada/peguete/etc que tem suas próprias limitações que a impedem de alcançar seu sonho. Ele tenta ajudá-la, mas discutem a certa altura do roteiro. E, pra piorar, o mentor está com sérios problemas que tenta esconder mas falha miseravelmente. Se parece com algum ou milhares de filmes que você já assistiu?

Em “Creed: Nascido para lutar”, o garoto é Adonis (Michael B. Jordan), o treinador é ninguém menos que Rocky Balboa (Sylvester Stallone), a vizinha é Bianca (Tessa Thompson), a salvadora é Mary Anne Creed (Phylicia Rashad) e os outros personagens são tão irrelevantes que não vale a pena comentar. Adonis convence Rocky a treiná-lo no boxe, entra em lutas para as quais ninguém acha que está preparado e todas são estranhamente desprovidas de emoção.

O problema (do tamanho de um elefante) que Creed carrega é que tanto sua trama quanto seus personagens são genéricos, desprovidos de personalidade, de visual, de peso. A única sacada do longa-metragem é trazer de volta Stallonne, criando certa nostalgia ao costurar as duas histórias: Adonis é filho de Apollo Creed, amigo e rival do ícone dos anos 70 e 80, que volta aos ringues para treinar o garoto. Apesar dos clichês, é uma boa premissa. Desperdiçada.

4/10

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s