Férias Frustradas


Por Alice Lapertosa

Fazer comédia (seja ela dramática, crítica ou escrachada) é uma tarefa delicada. A graça tem seu próprio tempo, interpretação e intensidade. Um segundo a mais daquela expressão desnecessária, uma palavra mais agressiva na hora errada e záz… você erra a mão. Exatamente o que acontece no início de “Férias Frustradas”: a cena inicial do avião é terrível, forçada, assim como a relação da família Griswold; a expectativa vai lá embaixo. E de forma tão absurda quanto suas sequências e situações, o longa-metragem se recupera (em menos de quinze minutos) terminando por arrancar gargalhadas.

Rusty Griswold (Ed Helms, de “Se Beber, não Case!”) é um piloto de avião numa pequena companhia aérea e divide seu tempo entre as viagens e sua esposa Debbie (Christina Applegate) e os filhos James (Skyler Gisondo) e Kevin (Steele Stebbins). Rusty não é um pai, marido ou piloto terrível, porém, alguém próximo dele sempre faz melhor, desde pegar o ônibus com as aeromoças gatas até aproveitar o tempo com a família.

Numa tentativa de melhorar o relacionamento dos quatro, Rusty decide que farão uma viagem a Walley World, parque de diversões onde passou as férias com os pais quando era pequeno.O caso de infância realmente aconteceu e se passa num filme de 1983 também chamado “Férias Frustradas”, roteiro de John Hughes que rendeu inúmeras continuações.

Escolha no mínimo interessante, o novo “Férias Frustradas” não é remake nem continuação, termina por ser uma mistura inovadora. Mesmo com várias referências (logo no início, Rusty diz que seu filho adolescente nunca ouviu falar das férias originais – alusão à geração que não conheceu a franquia) e gracinhas (destaque para “Kiss from a Rose”, música que se tornou famosa nos anos 90 e ganhou uma versão nova de clipe quando saiu na trilha sonora de “Batman Forever”) espalhadas pela história, quem nunca assistiu aos clássicos não sairá prejudicado.

Outros pontos fortes são o engraçadíssimo é o GPS em coreano, o bullying entre os dois irmãos e a aparente falta de noção de praticamente todos os personagens, incluindo os pais de Rusty – interpretados por Chevy Chase e Beverly D’Angelo, o casal Griswold original. Também há a aparição de Chris Hemsworth (“Thor”), como o divertido marido-rico-playboy-vaqueiro (hein?) da irmã de Rusty. Ah, e temos um boi canibal. Hilário.

O maior problema de “Férias Frustradas” fica mesmo no desenvolvimento da história, que não consegue acompanhar suas piadas, desconectadas de uma sequência que se desenvolve. A impressão é de estar assistindo a um show de esquetes. Além da tentativa – quando já devia mesmo é ter acabado – de colocar uma pitadinha de moral e aprendizado que não tem lugar, mas também não chega a incomodar tanto.

7/10

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s