Êxodo: Deuses e Reis

Após as má recepção que Prometheus (2012) recebeu, Ridley Scott adentra novamente nos primórdios da história da humanidade, se aventurando na história de Moisés (Christian Bale), o escravo que foi criado como rei e depois traído e forçado a ficar entre os escravos para descobrir o propósito de sua vida libertando o povo hebreu da escravidão egípcia sob o reino do faraó Ramses (Joel Edgerton).

Assim como na Bíblia, a história de Ramses representou um marco no cinema com seus grandiosos efeitos visuais na adaptação de Os Dez Mandamentos (1956). Dividir o mar ao meio foi algo quase divino pra época e logo depois houveram versões menores e desprovidas de efeitos. Riddley Scott, famoso por ter um épico e uma ficção científica de peso em suas mãos, era o nome ideal para ter um projeto como a história de Moisés em seus planos, oferecendo o ao irmão Tonny Scott, falecido em 2012. Riddley tentou, mas não ofereceu uma homenagem digna de sua carreira e a do irmão.

Diferente de Aronofsky que incluiu diversos elementos a mais na mitologia do Noé (2014), Scott delimitou a história mostrando apenas os fatos que lhe eram importantes, como as batalhas e as pragas, deixando de lado até mesmo a figura divina que ficou incorporada numa criança furiosa. Scott deixou de lado todo o drama e redenção que geralmente faz parte dos filmes bíblicos, o sacrifício agora foi convertido em vingança. Moisés jamais verá a terra prometida, mas isso não importa desde que ele tome de Ramses a honra que lhe foi roubada.

Não vemos aqui um Moisés que sobe até o monte Sinai com ajuda de seu velho cajado e voltando com os 10 mandamentos sagrados. Eles estão presentes, mas não são cabíveis a trama. Mas é totalmente aceitável um crossover entre o Moisés de Ben Kingsley, de 1995 e o novato Bale, duas potências unidas que ainda sim não conseguiram engrandecer o filme.

6/10

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s