Rio 2

Formado em Ciências da Computação no Brasil, obtendo mestrado em Artes e especializando-se em Animação digital pela School of Visual Arts em Nova Iorque, Carlos Saldanha é o que se pode chamar de garoto prodígio, apesar de sua idade um pouco avançada. Trabalhando na produtora Blue Sky Studios pertencente a 20 Century Fox desde a década de 90, Saldanha vem acumulando prêmios significativos para quem não tem muitas produções em seu currículo, mas cada uma obtendo sua devida atenção.

Saldanha começou aos poucos como um dos animadores do curta-metragem Bunny (1998) vencedor do Oscar de melhor curta de animação, partindo pra uma participação como co-diretor do filme A Era do Gelo (2002) sendo o criador do personagem Scrat – o esquilo pré-histórico e sua famosa noz – Saldanha foi conquistando seu espaço até ocupar de vez o lugar das sequências de “A Era do Gelo” e apresentar aos estúdios o que foi a “menina dos seus olhos”, Rio (2011).

O primeiro filme não se limita ao esbanjar cores e mostrar todo o lado turístico do Brasil, samba, mulheres, praias e futebol. Basicamente enaltecendo a visão carnavalesca que os estrangeiros têm de nossa terra. Quando a Arara Azul Blue (até então a última de sua espécie) crescida nos Estados Unidos descobre que há uma fêmea da mesma raça, parte até o Brasil para perpetuar sua espécie, mas Blue não sabe voar e não está preparado pra encarar o ritmo brasileiro. Blue e a arara fêmea Jade enfrentam perigos e conhecem novos amigos; o esqueleto básico de uma animação padrão que fez jus ao poder criativo de Saldanha, mas ainda mostrando sua inexperiente na direção.

Rio 2 chega cheio de simbolismos e personagens carismáticos acrescentando a gingada brasileira de Saldanha. Blue e Jade agora são pais, e seus donos descobrem vestígios de novas araras-azuis no meio da floresta amazônica. Cabe ao casal, seus filhos e seus amigos embarcarem numa viagem pela selva.

Tomado pelo poder que os musicais tem nos EUA, Carlos Saldanha não se rendeu as inúmeras possibilidades de se trabalhar coreografias, movimentos e cores usando da rica fauna e flora da Amazônia. Rio 2 é uma das poucas continuações que superam e muito o antecessor, apresentando uma gama de cores e personagens que acrescentam ótimas dosagens de humor ao filme (destaque para a rã Gabi). “Rio 2” também aprofunda de maneira adequada a questão do desmatamento ilegal, uma forma menos chocante de tratar um assunto pesado para o público infanto-juvenil.

O 3D, apesar dos pesares, mantêm-se muito bem em boa parte do filme. Não incomoda os olhos e acrescenta uma realidade ao cenário.
Com toda as cores, danças, trilha sonora muito bem escolhida e todas as mensagens, Rio 2 pode ainda não oferecer algo de inovador, mas certamente é um grande rival para as próximas animações do ano.

8/10

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s