Bad Milo, um filme… Diferente.

Você foi avisado. Se entrou aqui, é porque quis, hein.
Não é que “Bad Milo” seja um filme particularmente violento, sexual ou imoral…
É só que ele é meio… “Diferente“, entende? Bem diferente, aliás.
Explicando:
Essa fofura aí em cima é o Milo do título. Ele é um demônio. Ou algo assim. Aparentemente.
E… De alguma forma ele veio parar – ou se originou – no estômago dum cara, o Ken.
Mas o Ken trabalha muito, o chefe é um cuzão, é casado, fica sabendo que tem um bebê a caminho… E fica estressado. E as pessoas que o estressam começam a morrer. E é o Milo matando elas.
Mas, voltando… Como o Milo faz isso? Como ele sai do Ken?
Olha, não tem forma simples de dizer isso, então aí vai:
Milo é um demônio que… Veja bem… O Milo sai pelo cu do cara, véi.
E como eu disse, mata pessoas. Que estão causando estresse.
É isso aí. Doido, né? Ou não, na verdade.
Eu até gostaria de ter meu próprio demônio que mata pessoas ruins/das quais não gosto/estressantes…
Mas não por este preço… Não por ter um demônio… Ou whatever da fuck… Saindo por ali. Não, senhor, obrigado.
Já falei demais, Bátimã.
Assiste sa porraí procê ver o que acha. Tem a Gillian Jacobs e isso é sempre bom.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s