O Lugar Onde Tudo Termina


De Emerson Reis

A teoria do caos instaurada por Derek Cianfrance sobrepujando três histórias.

Em “Namorados para Sempre” (Blue Valentine, 2010) o diretor Derek Cianfrance mesclou raros momentos de alegria com uma enorme carga de melancolia- trabalhando as escolhas precipitadas tomadas pelos personagens principais e na forma como isso foi esmorecendo suas vidas.- Em “O Lugar Onde Tudo Termina” (The Place Beyond the Pines, 2013) Cianfrance vai além disso; mostrando de forma dura como uma marca do passado pode crescer e afetar outras vidas.

As costas do exímio motociclista Handsome Luke (Ryan Gosling) são tudo o que vemos a principio, enquanto ele caminha dando passos calmos por entre pessoas num parque de diversões até chegar em seu destino. Não demora muito até percebermos que essa é a maneira como Luke se porta perante os outros. Sempre distante e sempre desconfiado. Até que seu caminho acaba cruzando com um breve romance do passando, quando Romina (Eva Mendes) vai até o parque na tentativa de rever Luke que é a atração principal da “Gaiola da Morte”. Os dois logo voltam a se entender quando o personagem de Gosling descobre ter um filho chamado Jason, com Romina: Luke quer se aproximar do filho e da mulher, mas não tem como sustenta-los, e a mãe do garoto agora é casada com Kofi (Mahershala Ali) que assumiu a paternidade de Jason.

Luke usa suas habilidades como motoqueiro e junto com o mecânico Robin (Ben Mendelsohn) começam a realizar assalto a bancos, até seu caminho cruzar com o policial novato Avery (Bradley Cooper) o elemento chave para todo um encadear de histórias partindo do incógnito Handsome Luke.

Cianfrance parecer ser um especialista em parábolas. A construção de seus personagens é toda em volta a uma realidade vívida, porém, ainda mais extrema, onde os atos passados sempre voltam para cobrar penitências- Cianfrance vai até o limite dessa vez. Avery, que após ter detido Luke, torna-se o herói da polícia e desperta a atenção de alguns oficiais corruptos, liderados pelo Detetive Deluca (Ray Liotta [tinha que ser!]) que se aproveitam da situação para se apossar do dinheiro que Luke obteve com os assaltos. Avery precisa provar a si mesmo que é um homem honesto e de alguma forma, se redimir por seus atos, mas para isso, ele precisa quebrar alguns paradigmas que irão persegui-lo, mudando tanto suas perspectivas quanto o rumo da sua vida.

A direção de fotografia ficou a cargo de Sean Bobbitt (Shame, 2011), que apresenta uma dualidade de planos, priorizando os closes e sempre filmando Luke de costas e sempre mantendo certa distância daqueles personagem que precisam mostrar toda sua dúvida e carência por soluções em seus olhares cabisbaixos. Bobbitt e Cianfrance transmitiram todo o vazio que permeava a vida dos proagonistas e para isto Gosling foi uma escolha perfeita, podendo repetir a mesma fórmula do misterioso motorista de “Drive” e o olhar abobado de Lars em “A Garota Ideal”, Bradley Cooper e Eva Mendes também foram escolhas certeiras, suas atuações transmitiam muito bem toda a angústia existencial necessária.

Passados 15 anos, entram para o elenco Dane DeHaan “Poder Sem Limite” (Chronicle,2012) e “Emory Cohen,  respectivamente como os já adolescentes Jason, que cresceu sem saber a história do pai, e A.J, o filho de Avery que se tornou é um importante promotor. Os dois predestinados a um encontro que seria o acerto de contas final: A.J e Jason tornam se tornam momentaneamente amigos, sem saber dos acontecimentos passados, mas novamente as parábolas de Cianfrance surgem; os adolescentes também entram em conflito. E dessa maneira Cianfrance conduz o filme, carregado de uma trilha baixa e constante, personagens errantes que não conseguem encontrar seu lugar no mundo e se distanciam de tudo, escondidos em uma cidadezinha perdida no meio dos pinheiros, onde tudo termina.

8/10

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s