O Vingador do Futuro

Que nos últimos anos Hollywood tenha virado uma grande fábrica de remakes não é novidade para ninguém. No entanto, o problema agora é que os filmes antigos “dignos” de remake estão acabando e as produções sendo refilmadas são cada vez mais recentes.
Este é o caso de “O Vingador do Futuro”, um filme de 1990.
Mais velho do que algumas pessoas com quem fiz faculdade, claro. Mas mais novo do que eu, que o vi passando incontáveis vezes na Rede Bobo, geralmente no Temperatura Máxima.
Um filme de apenas 22 anos que ainda outro dia era incessantemente reprisado na TV não precisa de um remake, ainda mais se o original se mantêm tão forte hoje quanto na época de sua produção.


A história é excencialmente a mesma, mudando apenas alguns detalhes. Ao invés da Terra e de Marte, onde, respectivamente, a classe baixa e a classe alta residem, esta versão se limita a Terra, onde, após uma guerra mundial que devastou o planeta, restam apenas duas regiões habitáveis, a Federação BritÂnica, da classe alta e a Colônia, onde os trabalhadores moram.
Através de um gigantesco elevador chamado “A Queda”, os trabalhadores da Colônia vão e voltam todo dia da Federação para trabalhar em suas fábricas.

É nesse contexto que Douglas Quaid, um simples trabalhador em uma das fábricas da Federação, profundamente insatisfeito com o estado de sua vida, decide usar os serviços da empresa “Rekall” que implanta memórias simuladas na mente de seus clientes.
Mas algo sai terrivelmente errado, pois assim que sua sessão está prestes a começar, homens armados do exército da Federação entram na sala e matam todos ali presentes, menos Quaid que, instintivamente reage instintivamente e mata todos os militares.

Surpreso com o que ele mesmo foi capaz de fazer, Quaid se torna um fugitivo e pouco a pouco, vai descobrindo que ele não é quem realmente pensava que era e que está envolvido em uma conspiração de proporções globais. Com a ajuda de outra revolucionária e sendo o fugitivo mais procurado do mundo Quaid tem pouco tempo para desvendar o mistério de sua própria identidade através de pistas que deixou para si mesmo.

Colin Farrell faz o que deve, mas parece estar em modo automático, assim como Jessica Biel, a personagem que mais poderia se beneficiar de mais desenvolvimento. Bryan Cranston, em seu pouco tempo de tela como o Chanceler Cohaagen, Líder da Federação Britânica é um verdadeiro c*zão. Dirigida por seu marido, Len Wiseman, quem realmente se destaca é Kate Bagulhoavenda, como a falsa esposa de Quaid e sua principal perseguidora, uma obstinada e terrível agente da Federação que realmente que realmente gosta da pior parte de seu trabalho!

Embora o filme comece lento, afim de estabelecer claramente a insatisfação de Quaid com sua falsa vida, uma vez que o personagem é jogado na perseguição caótica em que sua vida se tornou, o filme não para, seguindo em ritmo frenético até o fim, com pouquíssimo tempo de descanso entre uma cena de ação e outra.

A grande vantagem que qualquer blockbuster moderno tem sobre filmes vinte anos mais velhos vem, é claro, da qualidade dos efeitos especiais das produções atuais. Embora os efeitos do primeiro Vingador do Futuro tenham sido bons o suficiente a ponto de concorrer o Oscar da categoria na época, ainda assim estão muito atrás do que se é capaz de se produzir hoje.

As diferenças na trama deste Vingador do Futuro para o anterior são tão pequenas que não justificam uma refilmagem. A mudança de cenário não acrescenta quase nada, pois a situação permanece a mesma.
Em se tratando de “Vingador do Futuro”, não se engane. Fique com o original.

Nota: 7/10.

Anúncios

Uma ideia sobre “O Vingador do Futuro

  1. rosanazul

    Bem, não posso dizer que o remake é ruim uma vez que não assisti. Mas vi o trailer e esse sinceramente não me empolgou , ainda que tenha efeitos especiais muito mais desenvolvidos que o original. O original é antigo, ultrapassado em termos de efeitos hoje em dia, mas ainad sim acredito que ainda é uma ótima produção e a história muito interessante ainda hoje. vida longa ao antigo Quaid e seu planeta marte!!!

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s