Pets – A Vida Secreta dos Bichos

A vida canina tem sido desde muito tempo, tema para muitas histórias, principalmente voltadas para o público infantil. A Sessão da Tarde é um exemplo claro disso. É quase incontável a quantidade de produções envolvendo o tema de cães perdidos, cães que ajudam garotos perdidos e até cães que voltam do outro lado da vida.

Continuar a ler

Águas Rasas

Não há muito que dizer a respeito de filmes em que há apenas o homem “civilizado” contra os perigos da natureza. Grandes clássicos como Tubarão, Orca: A Baleia Assassina e Moby Dick já nos contaram esse embate de forma bem feita, antes de se transformarem em crocodilos gigantes e tubarões voadores. Portanto é um desafio para o diretor Jaume Collet-Serra, conhecido por filmes de ação com Liam Neeson e pelo cultuado “A Órfã” (2009) nos fazer apostar em um filme com a temática de Águas Rasas no qual tudo o que ele poderia oferecer já nos foi contado diversas vezes que, em sua maioria, não valeram a pena.  Continuar a ler

Ben-Hur

Ben-Hur” (1959) é um daqueles filmes clássicos que sempre dão as caras por aí, em listas de cinéfilos ou lembrado por ter levado uma boa remessa de Oscars mas que fica pra depois e a gente acaba não vendo. Fui assistir ao remake sabendo apenas destas informações e lembrando que tinha uma cena de remo num barco e uma famosa com corridas de cavalos. Só isso.

Visual e tecnicamente o filme é bem bonito. Uma dica é assistí-lo em uma sala decente, que possua ao menos um bom sistema de som. Vale a experiência. Quanto ao 3D, ele não faz tanta falta assim.

Continuar a ler

Quando as Luzes se Apagam

Baseado no homônimo curta-metragem de David F. Sandberg, Quando as Luzes se Apagam é mais uma prova de que o que já está bom, não pode melhorar.

Lançado publicamente em 2013, o curta “Lights Out” foi um grande sucesso, divulgado em redes sociais e blogs, trazendo consigo uma enxurrada de outros filmes que se desafiavam a criar uma atmosfera de terror em poucos minutos. E muito foram bem sucedidos. Com todo o sucesso obtido e o gênero terror clamando por um material novo, era claro que as chances de David estavam em alta.
Estando no momento perfeito para tais adaptações, David se mostrou muito talentoso ao criar uma história que não era necessária no curta, mas que precisava de mais cautela em sua execução.

Continuar a ler

Um Espião e Meio

Provocar o medo ou o riso é um grande desafio. O riso tem a missão de não esbarrar em ofensas principalmente. Um Espião e Meio (2016) até que vai bem nesse quesito.

O filme conta a história de dois conhecidos do colégio que se encontram 20 anos depois de se formarem. Calvin Joyner (Kevin Hart) conhecido como Foguete Dourado, era a maior promessa do colégio e acabou como um mero contador. Já Bob Stone (Dwayne Johnson) sofria bullying pesado pelos colegas por sua aparência e agora se tornou um agente secreto e precisa da ajuda de Calvin para resolver um caso.

Continuar a ler

Esquadrão Suicida

Vale a pena se distanciar tanto de uma visão polêmica e perder seu projeto original de vista?
Este é um dos questionamentos que Esquadrão Suicida me causou. Acompanhem-me enquanto eu tento ver o que deu errado.

Continuar a ler

Jason Bourne

Parece mesmo que Jason Bourne jamais será David Webb novamente, pois todo dia há um novo segredo que o impede de recomeçar sua vida com sua primeira identidade.

Ressuscitado novamente pelas mãos de Paul Greengrass, Bourne que estava desaparecido dos cinemas desde 2007 retorna triunfante em todos os quesitos, mas ainda é um perdedor no que diz respeito a sua vida. Na trama: Bourne (Matt Damon) vivia escondido na Grécia e sobrevivia de lutas clandestinas onde ele sabe que ganharia fácil, mas sua velha companheira de fuga (Julia Stiles) surge do nada após hackear um dos servidores da CIA e descobrir um novo segredo que pode mudar a vida de Jason Bourne, e seguindo seu rastro, um assassino profissional com o passado interligado ao de Bourne os persegue.

Continuar a ler